Ações da USCS na pandemia

Por Ana Paula Lazari

A USCS vem buscando contribuir com projetos visando minimizar ou ainda ajudar a passarmos por este período de pandemia do covid-19. Veja alguns deles:

Disque Coronavírus
Estudantes do curso de Medicina da USCS estão participando, ativamente, do combate à disseminação do coronavírus SARS-CoV-2 (causador da Covid-19), por meio de um programa pioneiro no Brasil.

Idealizado por professores do curso de Medicina da USCS e realizado em parceria com a Prefeitura de São Caetano do Sul, com total apoio de Secretaria de Saúde, e com o Instituto de Medicina tropical da USP (Universidade de São Paulo), a iniciativa visa, sobretudo, evitar a superlotação de Pronto-Socorros, Hospitais e UBSs da cidade, por meio do monitoramento da população através de um sistema que envolve telemedicina, avaliação clínica, auto-coleta e testagem por RT-PCR de moradorres de São Caetano do Sul com sintomas de gripe.

"Temos basicamente duas linhas de frente. O munícipe entra em contato pelo site ou pelo telefone e faz um cadastro simples. Em até 24 horas recebe o retorno de um dos 220 estudantes da USCS, que atualmente cumprem internato e atuam como voluntários no projeto. Eles, então, sob orientação docente, promovem uma análise detalhada e pormenorizada do caso, via telemedicina. Também pode ser usado um sistema de vídeo chamada para melhor avaliação", explica o prof. Dr. João Bizário, gestor do curso de Medicina da USCS e um dos criadores do programa.

Segundo Bizário, de acordo com caso, o paciente pode permanecer apenas em monitoramento ou pode ser agendada uma visita domiciliar, realizada logo após o atendimento por telemedicina. "A visita é feita também por nossos estudantes, que fazem uso de todos os equipamentos de proteção individuais (EPI) pertinentes, resultando na avaliação clínica e auto-coleta [o prórprio paciente colhe as amostras] imediata do exame de RT-PCR para influenza e coronavírus, cujo resultado sai em 48 horas e é enviado ao celular do paciente, por SMS ou WhatsApp".

O professor da USCS, no entanto, faz um alerta: "Não se trata de um disk coleta e nem de um simples programa de testagem. É um monitoramento, que busca contribuir para a diminuição da procura hospitalar e acompanhar o paciente até a cura. A testagem só é feita quando houver necessidade, segundo os critérios previmanete estabelecidos" afirma.

Como destaca o professor Bizário, o paciente atendido permanece em monitoração permanente, podendo receber todo o tratamento medicamentoso em casa, mantendo-se em isolamento, com acompanhamento por telemedicina da evolução do caso. Apenas em algumas situações, será encaminhado a UPA, seguindo o protocolo de gravidade com assistência e internação. O programa também conta com o apoio da General Motors do Brasil.

Site e Telefone

O munícipe de São Caetano do Sul deve acionar o serviço apenas em caso de sintomas. Isso pode ser feito em qualquer horário pelo link https://coronasaocaetano.org/ ou pelo telefone 0800 774 4002, de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h, e aos sábados, das 8h às 12h.

Na mídia

Nos links abaixo, as matérias exibidas por telejornais da Rede Globo, com informações sobre a ação:
10/04 
9/04
6/04

Clique aqui para acompanhar a entrevista concedida pelos professores João Bizário e Fábio Leal ao jornal Repórter Diário.

 

Produção e fracionamento de Álcool em gel na FarmaUSCS

Desde o início do período de isolamento social a Farmácia-escola produziu cerca de 250 kg de álcool em gel a 70%. Com o auxílio dos alunos do curso de Farmácia e com a doação de todo o estoque de álcool da Universidade, foi possível fornecer o antisséptico aos funcionários dos setores essenciais que continuaram trabalhando e também foi feita a doação de 50 galões de cinco litros para a secretaria de saúde utilizar no Hospital de campanha.

A prefeitura recebeu doação de grande quantidade de álcool em gel a 70% em embalagens grandes e solicitou á Farmácia escola que fosse feito o fracionamento do produto seguindo todas as regras sanitárias necessárias para a atividade. Até o momento já foram fracionados 15 mil frascos de 100 g de álcool em gel a 70%. Esse produto está sendo entregue aos munícipes que realizam o teste rápido para Covid-19 no programa de testagem da prefeitura pelo sistema de Drive Thru.

A Farmácia escola também já iniciou o fracionamento do antisséptico que está sendo fornecido aos funcionários que estão retomando suas atividades. O kit entregue aos funcionários contém um frasco de álcool em gel e duas máscaras em tecido. Para a comunidade interna (funcionários, professores e alunos) serão fracionadas 9.500 unidades do produto

 

Atendimento psicológico para funcionários

A USCS, por meio do seu curso de Psicologia, está realizando atendimento psicológico a funcionários (administrativos e professores) da Universidade. O serviço será oferecido durante o período de confinamento e pandemia, com previsão até julho, podendo sofrer alterações.

Os atendimentos serão via WhatsApp ou plataforma online com chamadas de vídeo ou áudio. A ação busca minimizar o impacto que a pandemia de Covid-19 está causando na vida das pessoas em diversos fatores. Os atendimentos podem durar até 3 sessões, com o objetivo principal de acolher e orientar questões pontuais.

A ação é uma iniciativa da Clínica Escola de Psicologia (CESEP/USCS) por orientação da gestora do curso, Profª. Tania Fator, e da coordenadora do CESEP, Profª. Ivete Yavo.

Para utilizar o serviço, o interessado deve enviar um e-mail para coordenacao.cesep@adm.uscs.edu.br, informando também um número de telefone para contato e a sua disponibilidade de horário. Recebendo o e-mail, a coordenação do projeto encaminha para um psicólogo com esta mesma disponibilidade, que dará início ao atendimento. Ao todo, são sete profissionais envolvidos, todos docentes do curso.

A coordenadora da CESEP/USCS, Profª. Ivete Yavo, comenta a importância deste tipo de acolhimento: “Acreditamos que a iniciativa pode minimizar o impacto que a pandemia de Covid-19 está causando na vida das pessoas, como o isolamento social, a preocupação com questões financeiras, medo da morte, depressão, estresse na convivência em família. Resolvemos direcionar o atendimento para funcionários por perceber que às vezes olhamos para quem está longe e esquecemos dos nossos colegas que estão tão perto e precisam de auxílio e conforto. Como não podemos atender alunos neste projeto, estamos viabilizando outros serviços parceiros para estes atendimentos”.
 

Inquérito Epidemiológico
A Prefeitura de São Caetano do Sul, em parceria com o Inpes/USCS (Instituto de Pesquisa da USCS), está realizando o Inquérito Epidemiológico contra a covid-19, que consiste na realização de testes rápidos domiciliares, com o objetivo de traçar um mapeamento mais preciso do coronavírus na cidade. A primeira rodada ocorreu nos dias 30 e 31/5 e 1/6, e a segunda rodada, nos dias 13, 14 e 15 de junho. Cada uma atendeu 860 moradores, sorteados aleatoriamente.

Ao todo, serão quatro rodadas de testes (realizadas a cada 15 dias), com cada uma delas atingindo 860 pessoas (3.440 no total). O estudo deve traçar o perfil do paciente: hábitos, medidas de isolamento, local de residência, gênero, faixa etária e renda.Clique aqui para acessar a matéria completa e ver os resultados das duas primeiras rodadas de testes. 

Comentários